25 fevereiro 2014

Porta-aviões

Hoje não é um bom dia.
A semana não foi boa.
O domingo foi razoável.

Mágoas e mais mágoas ancoram no porto.
Meu coração é um porta-aviões, perdido no mar, esperando alguém pousar - como diria a música dos Engenheiros.

Hoje não é um bom dia. Não, não é.
Vejo publicações no twitter e tenho vontade de dizer: vai lá então com a tal leonina e me esquece, poxa.
Não venha dizer que me ama se tua boca procura outras bocas, se tuas mensagens de saudades não não são para o meu número.

Eu continuo sozinha.
Continuo porque acho que quando eu resolver enfiar outra pessoa num espaço mínimo que seja da minha vida é porque eu realmente estou dando o primeiro passo na direção de te esquecer.

Não tenho nada a ver com isso? Não, não tenho.
Egoísmo da minha parte? Talvez.

Só sei que hoje não foi um bom dia.
No trabalho, na vida, em casa. Tudo conspira.

Sabe, estou com raiva do "melhor amigo".
Domingo fomos no bloco, estava feliz, mas poxa: qual a necessidade de sempre ter que procurar uma foda?
Será que não sou companhia boa o suficiente? Na real, to de saco cheio. É sempre assim: combinamos algo e ele sempre enfia outra pessoa nada a ver. Foi assim no Athenas, foi assim com ela no jardim, foi assim no domingo no bloco.

Tô putíssima com isso. E com outras coisas.

Ao mesmo tempo tenho me sentido a pior pessoa do universo.
Sim, a pior.

Porque nem meus amigos consigo manter.
De toda essa história a minha mágoa é que poucas foram as pessoas que vieram me perguntar se eu estava bem com o término do namoro e olha que isso foi em agosto.

Ninguém me chama pra sair.
Ninguém.

Minha amiga japonesa está de mudança.
Choro toda vez que lembro disso. Toda vez. Todas as vezes. Sempre.
A Japa é mais especial do que ela imagina. Bem mais.

Me vejo entregue numa solidão. Numa ausência de em quem confiar.

Tá tudo dando errado hoje. Tudo.
No trabalho: cobranças.
No trabalho: uma folha de pagamento que não faz jus às minhas responsabilidades.
No trabalho: não recebo sequer um elogio.

33 dias para as férias.

Estou surtando.
Estou quase com 29 anos.
Estou triste.
Estou esperando alguém pousar.


4 já falaram

Sofia, disse...

Então é inferno astral moça. Espero que as coisas melhorem pra você. E pra mim também.

Anônimo disse...

Vc tem tudo de bom para ter uma vida feliz e tranquila! É jovem, tem saúde, tem emprego, é inteligente. Com tudo isso, o resto virá automáticamente, sem necessidade de forçar a barra.
Gente feliz cativa gente feliz!

Bárbara disse...

Nem lembro mais... Você é ariana?

Relaaaaxa. Depois piora. Se bem que, a esse ponto, acredito que parte disso tudo já tenha melhorado.

De qualquer forma, to passando por uma situação parecida com essa. Mas eu meio que percebi que estou afastando as pessoas. Em parte por não querer enchê-las com meus problemas e em outras por acabar enchendo elas com isso...

Melhoras aí.

Bárbara disse...

ACHEI no quem escreve. É ariana mesmo. Haha

Real Time Analytics