06 junho 2012

Qual é a medida da tristeza?

Quanta dor pode caber numa noite ao revirar o passado? Quantas lágrimas ainda vão escorrer? Quantos planos vão ser feitos e desfeitos? Quantas vezes ainda vamos nos machucar? Quantas vezes eu vou lembrar com saudade do seu cheiro? Quantas vezes vou me torturar por conta de ciúmes? Quantas expectativas eu ainda vou criar? Quantas delas não vão ser atendidas e supridas? Quantas vezes vamos nos decepcionar? Nessa madrugada, nada dói mais do que não ter mais um futuro.

5 já falaram

Ketlen Castro disse...

texto pequeno que resume exatamente minha má fase

Escaminha disse...

Falou tudo...fase difícil né.
Tô nessas tb!
Bora tomar uma?

Barbara disse...

E olha que futuro você ainda tem, hein...

Anônimo disse...

Um dia vai passar, como tudo passa na vida. Virão outros amores, outras decepções, outras alegrias...pior é quem nunca amou!

Rafaela disse...

Achei algo incrível eu estar visitando seu blog de novo, depois de tanto tempo. Eu fui pesquisar meu antigo user no twitter, que agora já está no nome de outra pessoa e vi os comentários que respondi aqui sobre os seus posts e podcast. Foi em 2010 e pra mim, parece tanto tempo. Eu mudei tanto. Hoje, acordei de madrugada e comecei a repensar em tanta coisa e te juro, pensei exatamente no que você escreveu neste post. Sobre o passado, sobre expectativas, sobre eu não ter um futuro e sobre muitas outras coisas. Resolvi levantar da cama e vir pra cá. Mas a questão é que seu blog continua ótimo. Não sei se vai se lembrar de mim, mas me chamo Rafaela e você citou meu nome em um podcast uma vez. Eu tinha respondido um post sobre ciúmes e sobre chorar. Enfim, é isso :)

Real Time Analytics