03 janeiro 2012

2 mil e dose

Ano Novo, vida nova? Nem sempre. Só quero manter as coisas boas de 2011 e ter motivos pra bebemorar com muitas doses o ano que acabou de chegar. Na real, acho que ritos de passagem ajudam com essa coisa de deixar algumas coisas para trás. O cérebro se acostuma com a rotina e vai ficando burro. Então fazer coisas novas é a melhor maneira de indicar pro nosso amigo de que existem mais coisas a serem guardadas. Novas emoções, novas pessoas, novas atividades. Continuo sem namorar. Na verdade acho que poucas vezes passei tanto tempo sozinha como estou agora. E isso não é uma reclamação. No fundo acho que fiquei chata demais depois de alguns relacionamentos. Se espero algo pra esse ano? Claro que sim, afinal quem não gosta daquele sentimento chamado paixão apertando o peito e trazendo sorrisos bobos? Por enquanto é isso. Só falta saber onde vou (re)encontrar o amor e a paixão.

2 já falaram

Sofia, disse...

Bom, senti uma ponta de indiferença aí. E é bom tentar mudar alguma coisinha mesmo.

:x

Beijos e ótimo começo de ano!

Meus Passos disse...

Um ano que se inicia é como um caderno novinho (clichês à parte) esperando pelos rabiscos e histórias que virão. não consigo conter a esperança de sempre as coisas melhorarem! bom 2012!

Real Time Analytics