18 maio 2010

Sobre meu "outing" e outras coisas mais...

Ai que eu resolvi escrever, né?
Por aqui posso dizer que a vida anda do mesmo jeito de sempre: trabalho e algumas saídas com amigos.
Falando em trabalho descobri que uma guria de lá, chata e gorda, fez questão de fazer meu “outing” dia desses. O pior? Eu não estava lá pra questionar ou pra dizer um “a” que fosse.
Poxa precisava dizer que curto meninas no meu ambiente de trabalho? O que isso muda? Muda algo?
Além de ter contando pras meninas de lá, a safada ainda é homofóbica, porque né... se não fosse não teria aberto a boca.
Por conta disso estou criando uma birra cada dia maior. Birra que se reflete em palavras atravessadas e olhares repletos de cinismo.

Se não fosse ela, minha vida seria tão mais fácil, mas tudo bem, tirando isso estou curtindo fazer o que faço, até estou me acostumando com o horário maluco.
Enquanto isso, na sala da(de?) justiça, eu fico tentando domar meu coração. O filho da mãe insiste em bater um pouco mais forte quando recebe um pouco de carinho de um certo alguém. Pode ser o mínimo, mas é o suficiente pra me deixar boba. E definitivamente: não gosto muito da ideia, por mais que eu me sinta bem...
Sabe quando você queria acreditar em palavras, ações e outras coisas mais, mas simplesmente não consegue? Então...

Ando cantando muito uma música do Nenhum de Nós, música que diz bem o que eu Não Entendo. E ando chorando toda vez que escuto “Você vai lembrar de mim”.
Aliás uma das coisas que mais tenho feito é chorar, seja aquela lágrima, única, que escorre sem querer, seja aquele choro doído. Não tem motivo ao certo, às vezes é por escutar uma música, outras por reler ou receber uma sms. Tem vezes que é assistindo TV e tem também vezes que me dou conta de que muita coisa mudou e que muito mais coisas não têm mais volta.
Num modo geral estou bem, estou consciente. Acho que isso faz todo o resto valer a pena.
E de certa forma acho até que tenho me arriscado. Só ando com medo de me machucar de novo, afinal eu sei que se eu cair de novo, o tombo vai ser bem pior que todos os anteriores. Acho que isso explica o choro não contido.
E sigo com perguntas. Muitas delas.

Alguém já falou

J.e.L disse...

Qual é a dessa mal comida? Pq ela não fala pros outros pra quem ela deu ou deixou de dar?
Porra, odeio essas pessoas intrometidas, eu hein!

Bjus

Ju

Real Time Analytics