12 março 2010

Olhando para trás...

Estou num processo de digestão de informações. Digestão de sentimentos.
Estou olhando para trás e revendo cada detalhe.

Eu quis ir com calma. E vejo isso agora, eu quis. Eu sabia das diferenças, eu sempre soube que éramos opostos, completamente opostos, e quando eu dizia isso era chamada de boba. Aliás, boba, foi do que mais me chamaram durante esses quase seis meses. E no fundo ela tinha razão. Eu fui boba em acreditar que mesmo tendo culturas completamente diferentes, que mesmo vivendo em universos completamente distintos esse namoro poderia dar certo.

Eu sou caipira. Desculpa, mas eu sou. Quase da roça. Não sou rica, mas também não sou pé rapado. Tenho instrução, mas não sou um poço de sabedoria.

Estudei a vida toda em escola pública, exceto a faculdade a pós. E cara, isso pesa. Pesa o de onde você vem e para onde você quer ir. Trabalho desde os 18 anos, e lembro até hoje o que fiz do meu primeiro salário.

Eu sempre fui pé no chão. Eu nunca quis um conto de fadas. Embora tenha embarcado num. O canto da sereia me pegou. Como diria um certo pagode: A paixão me pegou, tentei escapar, não consegui. Fui contra algo que eu sempre preguei: ter coisas em comum pra começar um relacionamento.

Eu sei que o certo seria olhar pra frente. Mas eu ainda to procurando o ponto onde tudo começou a dar errado.

3 já falaram

Anônimo disse...

Ai, get over ir.

Não deu pq vc gostava mais dela do que ela de vc.

Pronto, próxima.

Anônimo disse...

"ta pensando que minha vida é fácil? Porque ela não é sua!". todo mundo acha q a sua vida é muito facil de resolver, q é só vc estalar os dedos q tudo se encaixa, a baixinha vira a mulher maravilha perfect e ninguem nunca mais sofre na historia. bobagem, a vida é mais q isso, e só é facil pq nao é a vida deles e sim a sua!bjus!

Turma do Colorê disse...

E desde quando "gostar mais do que ela" é uma coisa fácil de se superar?

Que jovem anônimo tolo... tsc

Beijos

Real Time Analytics