24 agosto 2009

As mulheres da minha vida: Menina de Marfim e a Certinha

Antes de mais nada: Desculpa! A vida tá corrida, uma série de atividades para desenvolver no dia-a-dia offline, por isso a demora em postar.

Mas vamos ao que interessa: A saga continua.

Como eu tenho muita sorte, insira aqui um pouco de ironia, tudo que acontece na minha vida geralmente se atrela a outras coisas. Eu estava ficando com a Menina de Marfim e paralelo a isso continuei frequentando o famoso bar de domingo. Um local onde eu costumo "bater cartão" com os amigos. Fica em outra cidade, nada de muito luxo, mas vale pela música ao vivo e pela presença feminina que é bem grande. Nesse bar eu conheci a guria perfeitinha, linda, pra casar, toda Certinha, do jeito que eu gosto.

Vou contar como nos conhecemos pra saciar a curiosidade de vocês.
Estava eu no bar, acompanhada do meu Irmão Urso, nesta noite o bar estava cheio e já não haviam mais mesas disponíveis, só nos restou beber em pé. Então revezávamos quem segurava a garrafa de cerveja. Por estarmos em pé, tinhamos uma vista privelegiada do bar, mas eu nem precisei olhar pra longe não! Justo à minha frente tinha uma mesa com 5 meninas, dois casais e a nossa Certinha, que de cara me chamou a atenção.

Não sei se já disse: mas eu simplesmente amo guria branquinha e delicadinha, quanto mais transparente, mais eu fico olhando, por ironia do destino eu namorei uma negra- a Índia - e a Baixinha - que também é bem morena.

Lembro que naquele dia eu nem estava muito afim de nada, afinal já estava de papo com a Menina de Marfim. Mas não pude deixar de reparar e comentar com meu Irmão Urso, sobre a Certinha da mesa. Pois bem, eu como sou muito folgada e estava na minha vez de segurar a garrafa de cerveja, pedi lincença para as moçoilas da mesa e perguntei se poderia deixar minha garrafa ali. Foi o "start" de algo que poderia ter dado muito certo, não fosse eu a feliz portadora de um coração muito burro.

Continuei em pé, papeando e observando o movimento. Resolvi ir ao banheiro. Nisso as amigas da Certinha armaram um senhor esquema enquanto eu fui ao banheiro: Sei lá de onde elas arranjaram outra cadeira para que quando eu voltasse fosse convidada a sentar-me com elas. De primeira eu recusei, continuei em pé, mas agora conversando com as meninas. Como o papo tava bom resolvi sentar. Papo vai, papo vem, acabei conversando mais com a Certinha. E me encantei. Depois de várias trocas de olhares rolou um beijo.

Ah como eu queria estar com o coração cicatrizado naquela época. No fundo a Baixinha ainda mexia comigo, mas enfim... A gente ficou no bar, descobri que ela mora na cidade vizinha à minha, trocamos telefones, nos adicionamos no Orkut. E começamos a nos falar. E quanto mais eu conhecia, mais eu via que ela era o que eu espero de uma companheira. Em praticamente tudo, exceto pelo fato dela ser Palmeirense, mas tudo bem, compensava, e muito.

O problema é que eu tinha todos os dias na minha sala a Menina de Marfim. E a Certinha eu só a via aos finais de semana. Já viu como ficou minha cabeça né? A Menina de Marfim com o bendito relacionamento aberto, que sempre me incomodou, e a Certinha, que morava um "pouco" longe.

A Menina de Marfim sempre foi minha amiga, logo não escondi meu interesse pela Certinha. Inclusive uma vez encontrei com a Menina de Marfim enquanto estava na balada com a Certinha. Não sei porque eu estava acompanhada, se por ciúmes, sei que nesse dia a Menina de Marfim dançou como nunca, e eu não conseguia tirar os olhos dela. Não peguem no meu pé, até porque já passou, né minha gente? Só pra constar isso tudo foi em setembro do ano passado.

Eu estava dividida. Sabia que a Certinha era garota pra namorar. Sabia também que ela meio que tinha uma "Baixinha" na vida dela. E também podia curtir a Menina de Marfim, sem me apegar, por mais que eu estivesse gostando.

Comecei a amadurecer a ideia de namorar, comuniquei a Menina de Marfim, disse que seriámos apenas amigas assim que meu pedido de namoro se oficializasse. E como pessoa burra que sou, resolvi informar - sabe-se lá porquê - a Baixinha de que eu havia conhecido alguém que queria estar comigo, alguém com quem eu pensava em namorar. Faltava um pouco de sentimento é verdade, faltava um pouco mais de paixão, mas acreditava que com o tempo o sentimento iria nascer.

Mas pra quê que eu fui falar com a Baixinha? Pra quê? Num súbito desespero, ela fez algo que jamais imaginaria que ela fosse capaz de fazer: pediu pra voltar. Era a primeira vez que ela corria atrás de mim, aquela poderia ser minha única chance de construir algo com a mulher que eu amava...



continua....

14 já falaram

Thais disse...

Ai meu deus do céu!
Olha, só leio seu blog agora quando chegar nos dias atuais. MEO, q suspense. Não aguento mais.
Mentira, vou continuar lendo como sempre.
Mas essa Baixinha é foda, hein?!
No sentido q deve ser incrivel.

manicomiomundo disse...

Hahahaha,acho que a baixinha deve ter pensado que ia te perder.

Pettit disse...

Aiiiiiiiii Deus! estas mulheres detonam com gente guria. Tem hora que não sabemos pra onde correr. aii morro com suas historias, parece q visualizo tudo..aacredite!
beijos

Rebeka disse...

É sempre assim, a vida é engraçada.

Aguardando a continuação.

beijos moça ótima semana

Escaminha disse...

É sempre assim né...
Quando achamos que está tudo resolvido....vem um furacão e bagunça tudo de novo...

Jac disse...

Ai meu Deus, isso tá mais emocionante que novela mexicana >.<

Ana disse...

Eu Adoooro Seu Blog..
Parece q você ta contando miinha históriia! *--*

Ps:Eu Perdi alguns capitulos,E Eu naum sei como q faz pra vêr os q eu perdi..Se puder posta o link aqi nos comentários msm q eu vejo!

Agradeço desde jáa!

Caroliiina Amorim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Caroliiina Amorim disse...

Ai meu coração!
Seu senso narrativo é maravilhoso, de fato me imagino assistindo as cenas "ao vivo"!

Esperei tanto pela continuação da Menina de Marfim e quando vi já não era apenas uma e sim três garotas, mais você!
Eitah vida!

Tenho que confessar que agora essa baixinha me descontentou, só nos resta aguardar o desfecho, ou não, né!?

Cruela Veneno da Silva disse...

menina do céu.

domingo no bar?

meu sonho

» Nøélya « disse...

Oláá, primeira vez que entro no seu blog e adorei... Gostei dessas histórias.. mas não pude ler todas... não hoje, mas, vou tentar ler as anteriores tooodas!

Muito bom mesmo...

Ah! Passe lá na Lagoa para conhecer... Beijos da Sapa!

Cah disse...

Nossa fiquei de cara,parece que você ta escrevendo a minha história aí...só que no caso eu sou a certinha O.o

Alice disse...

Ai, já estamos em setembro na história, que medo dessa novela parar de ser exibida! Você vai ter que fazer igual BBB, continuar contando sua vida em tempo real aqui quando chegar no tempo presente, já estamos viciadas!

Michelle disse...

Está demorando demais para atualizar :/

Real Time Analytics