26 julho 2009

Querido Diário: Como anda o coração

Às vezes, pra falar a verdade é quase sempre, tenho a impressão de que estou numa inércia desgraçada. Quer dizer: não eu, mas meu coração.

Sabe quando você se interessa por alguém, imagina que pode dar certo, e de fato poderia, mas surgem outras coisas? Outros problemas? E toda aquela sua empolgação some? Pois é, estou quase assim. A diferença é que minha empolgação vai e volta, tal qual as ondas do mar. Clichê? Sim! Bem clichê.

Minhas construções verbais não andam das melhores. A ordem das palavras nem sempre é a mais bela, mas ainda assim insisto em escrever.

Ando misturando sentimentos do tipo: "Quero namorar", "Quero me apaixonar", "Quero ficar sozinha" e "Quero curtir muito"... Cada hora quero algo, e por não saber direito o que quero acabo ficando na mesma.

Se por um lado minha vida profissional anda a mil maravilhas, a sentimental anda assim do jeito que está: Conheço pessoas novas e novas pessoas mas quem disse que consigo deixar nascer qualquer tipo de sentimento? Até rola uns beijos nas baladas por aí, mas tão superficial que acabo me chateando muito mais do que curtindo.

No fundo talvez eu espere que algo aconteça mais ou menos como aconteceu antes: uma amizade bacana e depois um envolvimento impossível de segurar. Mas aí penso também se não estou idealizando demais... Será? Será que querer tudo certinho, bonitinho, conto de fadas é querer demais? Será que nunca mais vou sentir por outra pessoa coisas que já senti antes?

Semanas atrás algo até começou a brotar no peito, todavia o tempo e as circunstâncias foram inimigos de um sentimento bonito que foi plantado por mim. Por conta disso o que nasceu é feito erva daninha, que a gente arranca mas volta a nascer. Aí vocês perguntam "Menina do DUPA, por quê você não deixa nascer?" e eu respondo: Por vários motivos que não cabem aqui por agora, mas que em breve (ou não) possa ser que eu coloque aqui.

10 já falaram

Elisa disse...

Parece que sou eu falando... Estou num momento bem parecido.


Elisa (do guia gay.)

Sol disse...

Acho que combinamos em algo...a vontade, o querer e a euforia que não se mantém, rs.

dany disse...

Eu estou numa situação bem parecida, acabei de terminar um namoro que ia fazer um ano... como ta tudo muito recente eu nao sei o que eu quero ainda, se quero um tempo so pra mim, se quero curtir que nem eu fazia antes ou se eu quero partir pra outro relacionamento serio... pra piorar tem a convivencia com a ex, as recaidas, as brigas...


e eu fiz um "comentariodesabafo"
rs


beijos!

Afrodite disse...

Nossa como é bom que quando estamos nessas duvidas referente o que queremos, não somos os unicos, pois tenho passado por isso, há 8 meses terminei um relacionamento que não acabou muito bem e nem amizade hoje ficou, e por um lado ao mesmo tempo que hoje quero ter alguem, ao mesmo tempo quero ter a liberdade, há uma mistura de tudo aqui dentro, e um dos sentimentos que me impede de reagir é o medo, medo que passar por tudo que passei de novo... Mas tudo no seu tempo, espero que isso seja passageiro e não dure tanto...bjs

Gisa Lima disse...

Como a Afrodite falou, não somos as únicas mesmo.
E minha nossa, essa inércia em minha vida já está durando um ano, desde que meu casamento terminou e nem a amizade entre nós duas sobrou.
Enfim... Espero que essa fase passe e novos ventos soprem em nossas vidas.

Bjão princesa,
Gi.

le disse...

"Quero namorar", "Quero me apaixonar", "Quero ficar sozinha" e "Quero curtir muito"... Cada hora quero algo, e por não saber direito o que quero acabo ficando na mesma.

--

exatamente isso.
mas eu acho que ainda tenho a confusão (que dizem ser) comum e normal da minha faixa etária,então eu relaxo um pouco com isso.

deve ser meu segundo ou terceiro comentário aqui, mas saiba que estou a mais de 6 meses acompanhando o blog.
As histórias com a baixinha me fascinam !
e confesso que tenho muito ódio no coração com os malditos(ou não) três pontos no fim de TODO post dessa história.
dsahsauhsdauhhuds mas mesmo assim eu sempre supero, é coisa de momento, volto todos os dias pra saber do próximo capítulo.

beijos,e parabéns pelo blog !

Alice disse...

Por que vc não baixa as expectativas e apenas vai se levando ao sabor do vento? Definir de cara "quero isso" te restringe muito. Quando aparecer alguém que valha a pena, vc vai saber.

Escaminha disse...

"Ando misturando sentimentos do tipo: "Quero namorar", "Quero me apaixonar", "Quero ficar sozinha" e "Quero curtir muito"... Cada hora quero algo, e por não saber direito o que quero acabo ficando na mesma."

É dificil estar assim......pra caraca.....

claudia guay disse...

menina!
logo logo aperece uma moça aí que vc nem vai pensar sobre o vc quer ou deixe de querer. rsrs.é só não esperar por isso.
conhece a frase: 'o amor acontece nas horinhas de descuido..."?
pois é.
bjks!

V. disse...

Muito parecido com o momento em q estou vivendo.
Às vezes acho q meu coração vai parar de bater a qualquer momento.
Espero q essa inércia (como vc disse) passe e rápido. Desejo isso pra vc também.
Bjs.

P.S: Descobri seu blog ontem e não pude parar de ler as histórias das "mulheres da sua vida". Vc escreve muito bem... parabéns!!!!

Real Time Analytics