09 junho 2009

Querido Diário: A moça do bar

Eu já estava pensando em atualizar isso aqui com maior frequência e com coisas atuais, aí ♀ da Turma do Colorê reforçou a ideia mesmo sem saber. Continuo é claro com a história das Mulheres da minha Vida, que é totalmente baseada em fatos reais, mesmo não parecendo eu vivi sim essa novela mexicana que vocês carinhosamente acompanham aqui. Falando nisso estamos estacionadas no ano de 2007, isso quer dizer que ainda vão rolar alguns capítulos por aqui...

Mas enfim, falando de atualidades vamos registrar meu dia-a-dia.
Domingo pra mim é dia de sair com os amigos. Aqui na região tem um bar que é muito legal, tem música ao vivo e grande partes dos frequentadores são do sexo feminino. Aliás foi nesse bar que conheci a Dona Engenheira há quase um ano atrás, lembram dela?

No último domingo como de costume fomos para lá: o Trio Fantástico - composto por mim, a Psicologa e a Geminiana Confusa - e meu Irmão Urso.

Já na chegada arrumamos uma mesa, e fomos pegar uma cerveja, quando cheguei perto do balcão já avistei uma moça um tanto quanto bonita, não é linda, mas bonita o suficiente para chamar a atenção mesmo estando longe. Houve uma troca de olhares mas estávamos distantes.

Depois dessa, toda hora eu procurava um motivo para sair da mesa e ir até o balcão. Até que resolvi ficar por lá um pouco, dançar, curtir e tentar uma aproximação da moça. Meu Irmão também estava dançando e começou a bater papo com um amigo bêbado... Nisso aproveitei a deixa de que estava "sozinha" e puxei papo com a guria.

Não lembro exatamente como começou a conversa, sei que falamos de nós, nos apresentamos e tal... Eu fui dar uma volta, não queria ficar com ela até então, até porque no mesmo recinto estava uma das minhas ex's. Não que eu tenha namorado com ela, mas ficamos um bom tempo juntas ano passado e eu sei que ela gostava muito de mim... Confesso que o eu queria mesmo era tentar de novo com ela, mas ela se fechou depois que terminamos e eu entendo os motivos dela.

Por esses e outros motivos eu fiquei trocando de "rodinhas" de amigos: batia um papo com a ex, depois voltava e falava com a Moça do Balcão. Quanto mais eu conversava mais eu me interessava, ela contou do acidente de moto que sofreu recentemente, profissão, relacionamentos passados... Não preciso dizer que acabamos ficando não é?

Sei que tive meu ego lustrado também. Ouvir que minha boca é gostosa fez da noite ainda mais especial. Trocamos telefones e logo deu a hora de ir embora...

Trocamos mensagens ontem a noite e hoje em parte do dia...
Só fiquei (e estou) preocupada com a Ex. Pensando se ela ficou achando que eu só fiquei para provocar... Coisa que não é verdade... Enfim, vamos ver no que dá essa história.

9 já falaram

Rebeka disse...

Nha, opa opa, boa sorte com a moçoila :D

Isabela disse...

Que fofinhos, Priscila (olha a intimidade), seus relatos.

Não tenho coragem (ainda não tive) de contar da minha vida na web. Imagina a pessoa de quem falo chegar lá e ler...??? Hmmmm...

Turma do Colorê disse...

Aaaaaah como eu acho chique ser citada nesse blog gente!
Hehehehehe

Viva as aventuras atuais da dona pós-adolescente!!!!

Beijos
- ♀

dany disse...

essa historia da moça do bar me lembrou de como eu conheci minha namorada, foi bem parecido e deu certo!

boa sorte com a "moça do bar"!


to começando um blog e se der pra vc passar por la...


beijos

Gay Alpha disse...

love is in the air... ulalá!!! good luck e vai com tudo!!! excelente feriado pra ti tb, dear! kissezzzzzz

intomywild disse...

manicomiomundo disse...

Boa sorte.

Sentimental disse...

Quanto as mulheres? Qual é o final? Ansiosa para desvendar essa novela méxicana, como diz você.

Alice disse...

Larga a ex de lado, desapega, mulé!
Quem vive de passado é museu!
:D

Real Time Analytics