21 abril 2009

O Feriado, o informante e Dona José

Minha mãe às vezes me assusta.
Tudo bem que mãe sabe o filho que tem, mas Dona José tem passado dos limites.

Algumas coisas ainda dá pra saber que é porque ela mexeu nas minhas coisas, mas tem coisas que ela fala às vezes que eu me assunto porque definitivamente: NÃO TEM COMO SABER.

Nessas começo a desconfiar que alguém conta tudo o que faço pra ela. Mas quem?
Quem seria? Quem me entregaria.

Minha mãe sabe, não da minha boca é lógico, sobre minha história com a Baixinha (que por sinal amanhã é aniversário dela e aniversário de toda essa nossa história), sabe da Índia também - que foi meu outro namoro. E sabe dos nomes de algumas meninas com quem sai porque sempre comentava que estava saindo com fulana, tipo a Dona Engenheira - que por sinal está namorando e feliz.

Que ela tem mexido nas minhas coisas eu sei, sei disso faz tempo. Mas muito me admirou sábadão em casa, eu indo tomar banho pra ir pra casa do meu "irmão" - é irmão de consideração, na verdade tá mais pra amigo, e que é gay e que ela acha que eu tenho um caso com ele - quando ela pergunta quem tanto iria pra lá também, respondi que ia eu o namorado do irmão - não nessas palavras é ÓBVIO - e uma amiga minha a Psicóloga. Até ai tudo bem. Banho tomado, Pós Adolescente na porta de casa esperando o elevador subir os vários andares, Dona José pergunta: "Essa Psicóloga é lésbica?" a única coisa que consegui responder é que era pra ela perguntar pra ela até porque meu elevador chegou.

Domingo tranquilo, resolvi fazer um passeio família: Dona José, minha irmã Batatinha e a mãe da Batatinha fomos para as montanhas. Passeamos, vi meu Tricolor perder, comemos pizza, tomamos chocolate quente, tudo muito bem, tudo muito bom. Voltamos ao som de Beatles e Gilberto Gil. Tudo muito perfeito até que ficamos só eu e minha mãe no carro novamente.

Não sei porque ela gosta de arranjar briga. Sei que discutimos e feio.
Mas de tudo o que realmente me deixou intrigada é saber como ela sabe da Brasiliense de SP. Até porque pouca gente sabe sobre ela.

Depois disso desabafei com a Psicóloga ontem. Me fez bem contar tudo e admitir que eu realmente gosto de estar no controle das coisas. E perceber novamente que isso me faz mal.

A meta agora é ficar 100% com cada escolha que eu fizer. Se é pra ficar só é de fato abraçar ideia e ficar bem com isso. Se é pra me relacionar que seja pra estar de corpo e alma com a pessoa.

Que venha o futuro. Que ele se torne presente. E que sendo presente seja melhor que o passado.

9 já falaram

Turma do Colorê disse...

Mães me assustam as vezes. Elas são muito mais espertas do que os humanos normais. Pena que nem sempre elas são tão compreensivas e tranquilas como a minha própria ou como a minha sogrinha.

E um brinde a viver tudo em 100%!
O passado existe pra que a gente saiba o que quer do futuro e como chegar lá.
Que o futuro venha e traga tudo o que você espera dele.

Beijos

Fanshas disse...

Talvez quando formos mães descobriremos como elas conseguem saber de tudo que escondemos a sete chaves. Sou nova nesse mundo dos blogs, estou te favoritando, ok?

Beijos

Thais disse...

acho q desse mal não sofro
pq se existe uma pessoa q não faz a minima idéia de mim, é minha mãe
ela poderia estar simplesmente dando de louca, mas não é o caso
acho q a homofobia cega as pessoas
só sei q o tombo vai ser maior

Cruela Cruel Veneno da Silva disse...

menina...
estive na feira este sábado...

vc foi?

coizinha disse...

as vezes acho que mae é onipresente e onisciente...

[é assim que escreve? ¬¬]

Escaminha disse...

Eu tô bem puta com a minha mãe tb.
Ela teve o dom de fud** com o meu feriado....

Anônimo disse...

Talvez alguem tenha contado a ela sobre o seu blog.
Voce tbem disse que algumas pessoas sabem, por exemplo, da moca de Brasilia. Entenda algo, as suas pessoas de confianca tbem tem pessoas de confianca. Got it?
Quando queremos guardar um segredo e melhor nao conta-lo a ninguem. Talvez para uma pessoa que voce realmente confie e que nao seja futil, pois sao essas pessoas que na falta de assunto acabam falando sobre o que elas sabem ou acham de outras pessoas.
A sua mae tbem sabe que voce e lesbica, talvez, ela ate queira acreditar em bissexualidade, ja que voce sai muito com o seu pseudo-namorado. Logo, quando voce fala de uma menina ela acaba ficando na defensiva. Esse e o jeito dela de demonstrar que prefere te ver ao lado de um homem. Como voces nao conversam abertamente sobre o assunto ela joga indiretas. Maes sao assim mesmo. Ela nao faz por mal e pode ter certeza de algo, e dela o amor mais sincero que voce poderia ter.
So que, as vezes, esse amor vem acompanhado de cobrancas, pois voce ainda mora com ela, ela se preocupa com voce e sabe que nao pode te obrigar a nada. Como disse, as indiretas e as perguntinhas mais diretas sao feitas so para causar um certo incomodo. Essa e arma que ela tem para fazer voce pensar na outra possibilidade, que na cabecinha dela e a melhor para voce.
Abracos.

F

Alice disse...

Sua mãe tem um espião trabalhando para ela - talvez o próprio blog, por que não? Mas nossos pais são mesmo mais espertos do que imaginamos.

Kaká disse...

Amigammm, certamente sua mamãe descobriu sobre o blog! É a primeira vez que passo por aqui e não sei exatamente pra quem, no 'mundo real', você contou sobre o blog, mas alguém deve passado o endereço ou ela achou nos históricos do computador.
Eu moro só com meu pai e fico BOBA com o gaydar apurado dele!!! Também, pudera, sou filha de investigador..
Não consigo esconder NADA do meu pai ;S
Sobre meu lado 'sapinha' ele não sabe exatamente, mas sabe-se lá porquê, desconfia... Uma vez no jantar, do nada, me perguntou se eu estava gostando de meninas.
Outro dia, estávamos em um bar e perguntou a mesma coisa!
Eu juro, não dou bandeira NENHUMA. Nem faço idéia de como ele percebeu isso :O

Real Time Analytics