07 abril 2009

As mulheres da minha vida: O Grande Amor I

Pra começo de conversa e continuidade na série gostaria de deixar uma coisa bem clara, até para evitar qualquer tipo de confusão sentimental: Tudo o que registrarei nesse capítulo é passado. Vou contar só sobre coisas que já aconteceram, coisas que não mudam mais porque ficaram guardados numa coisa chamada memória, num lugar chamado passado.

E pra falar do grande amor da minha vida começo contando como nos conhecemos.

Eu sempre fui Católica. Cresci na Igreja, participava de alguns movimentos, fui coroinha durante um bom tempo. Isso me rendeu muitas amizades, conhecia muitas pessoas da Igreja, além do mais, o grupo de coroinhas era enorme.

Dentre esses coroinhas havia um guri, um guri que todos achavam bonito e era popular, especialmente com as meninas. Além de coroinha ele tocava bateria em uma das bandas da Paróquia, o que deixava as meninas ainda mais suspirantes por ele.

Eu sempre achei ele metido a engraçadinho demais, então nunca tive a quedinha que praticamente TODAS as meninas tinham. Crescemos juntos, então acho que isso influenciou também. Esse guri, que doravante vamos chamar de Baterista, começou a namorar. Não lembro quando lembro muito menos quem era a menina no começo do namoro. Sei apenas que foram anos de relacionamento. Só que esses anos de relacionamento tiveram um fim. Esse fim foi em 2004. Os motivos eu só viria a descobrir tempos depois.

Eu sempre fui de participar da missa no mesmo horário e sempre ficava no mesmo lugar. Numa dessas no começo de agosto de 2004 notei que a ex do Baterista estava sozinha e perto do lugar onde eu estava. Eu já sabia que eles tinham terminado, mas eu nunca falei com ela, não a conhecia, só sabia que ela era a Ex do cara mais desejado. Não o mais mais, mas um dos.

No primeiro domingo que a vi apenas reparei que ela estava só. A cena se repetiu por mais uns dois finais de semana. Até a noite onde ela, quase ao final da celebração abaixou-se num canto e ficou ali de cabeça baixa. Como ela estava sempre sozinha resolvi me aproximar e perguntar se estava tudo bem. Tá certo que eu sabia que ela estava triste com o término, mas até esse instante minha intenção era só ajudar, só ser amiga daquela morena. E eu sabia também que ela estava sentindo falta de amigos, porque eu imaginava que o namoro deveria ter sido daqueles em que a pessoa se fecha e vive só para o relacionamento.

Como quem não queria nada puxei papo, perguntei se estava tudo bem. Desse episódio viria a nascer tempos depois a minha paixão mais louca, meu amor mais intenso, meu carinho mais terno.

12 já falaram

Gay Alpha disse...

Tsc, tsc, tsc... fazendo mal para o coroinha... hehehe!!!
Adoro tua série de histórias... E relaxa qto a 3 cervejinhas... hehehe!!! Quem sabe qualquer dia a gente bebe algumas juntos!!!
Besos!!!

*Cris* disse...

E nasceu então a coisa mais linda do mundo!

beijo, querida e volte toda vez que quiser, ok?

Anônimo disse...

Ela foi a primeira, primeira mesmo?
Voce ja havia namorado antes?

Tchau!

Cris. disse...

Ai ai...
Adoro histórias de amor! *.*

Esperando pela continuação!

Beijo.

Thais disse...

tudo começa na inocencia, sei priscila, sei. rs

Escaminha disse...

Sempre assim né.....começa e deixa a ansiedade tomar conta da gente, meras mortais leitoras....até que venha o próximo episódio...

bjs

Autor disse...

Engraçado como algumas coisas nascem assim, sem intenções.
Curioso para saber mais, hehehe
Tem continuação?

Fernanda disse...

Já estou no aguardo da continuação desta história. Pelo visto, vem fortes emoções pela frente. ;)

Gay Alpha disse...

Adorei a do "casal 20"!!! Hahaha!!! Vc é ótima!!! Beijos!!!

Alice disse...

Mas essas coisas sempre começam mesmo onde a gente menos espera. Curiosa pra saber a continuação da história.

Gay Alpha disse...

A-háaaaa!!! Hehehehe!!!!
Pode deixar que vou te add no msn e daí conversamos mais de perto... hehe!!!
Um mega feliz páscoa pra ti, dear!!!
Beijos!

Garotas Nada Vazias disse...

Há um cheiro de L'amour no ar... "Only youuuuu", oeaueiuieueoiueoi


Sério, histórias de amor humilham!

;)

Obs: O blog nem está mais vazio \o/


:*

Real Time Analytics