04 março 2009

Conversas com a senhora minha mãe

Estou sem carro, o que faz com que além de ter minha vida social reduzida, eu fique com uma preguiça quase do tamanho do mundo. Até aí tudo bem, não ligo de ficar em casa ou pegar ônibus quando sei que não voltar cheia de trombolhos e sacolar para casa.

Acontece que domingo eu precisava comprar alguns produtos indispensáveis para uma mulher, aliás, não só para uma mulher mas para todo mundo que zela pelo bem estar da nação: desodorante, shampoo e outras coisas de higiene pessoal. Se eu estivesse com o carro faria a via-sacra de ir até o hipermercados sozinha e ainda iria comprar algo alcoólico para tomar em casa. Mas como o Fred Fred (é eu coloco nome nas minhas coisas, algo contra?) não está nem dando partida (bateria arriou) eu teria que rumar de ônibus. Pra não ir só chamei minha mãe e lá fomos nós de ônibus para o hipermercado. O lugar não é longe, a distância deve dar de dez a quinze minutos.

Como sempre minha mãe começou a me alfinetar com o assunto grana, dizendo que eu gasto demais (mal sabe ela do estado vermelho do meu saldo) e que eu não faço nada e bla bla bla whiskas sachê.

Na volta eu sei lá porque o assunto caiu em relacionamentos, acho que porque vimos o ex-namorado de uma amiga minha com outra no shopping. Eu comentei que prefiro ficar só a ficar mal acompanhada e que não faço a menor questão de casar. Aí a véia (apelido carinhoso ok?) me solta que sabe muito bem porque eu não vou casar.

Lógico que eu fiquei curiosa e lógico que eu perguntei o porque. Enquanto o elevador de casa não chegava ela responde curta e grossa:

- Eu sei que seu negócio é outro...
- Como assim mãe?
- É, você não gosta de homem.
- E você me ama mesmo assim? - eu com a maior cara de paisagem possível...
- Eu não aceito e nunca vou aceitar...
- Ai ai mãe...

Nisso o elevador chega. Subimos em silêncio. Eu meio que rindo... Pois é, rindo...
No fundo minha já sabe. Já sabe de tudo, sabe até que já namorei e já sofri por outras mulheres. Só que eu acredito piamente que não tem porque ela ouvir isso da minha boca por enquanto.

Eu sei que quando eu disser, quando confirmar tudo, ela vai ficar um bom tempo sem falar comigo. Vai passar depois? Vai, aliás eu acredito e espero que sim, mas agora ainda não é o momento.

Enquanto isso me resta rir. E ver que minha mãe apesar de tudo, de boba não tem nada. E que apesar de todas as nossas diferenças, brigas e discussões a gente meio que se dá bem, de um jeito torto, mas se dá bem...

Amplexos!

8 já falaram

Gabrirélle thurler disse...

É um problema delicado esse!!! Minha mãe sempre desconfiou,mas qd teve a certeza,fez da minha vida um caos durante um bom tempo. Qd viu que não ia me mudar e depois de uma conversa boa e uma saida temporaria de casa. Ela voltou a fingir que não sabe. Me incomoda um pouco,pois as vzs ela fala umas besteiras,mas se assim está melhor para ela,prefiro não impor que ela aceite a verdade.

Kynha disse...

A mãe desconfiar é uma coisa mais aparti do momento que confirmamos a ela, a estoria fica muito complicada.Minha mãe quase tem um treco, quando fico sabendo.Temos que encarar de frente,e esta preparada.Beijos
PS: Adorei seu blog.

'Suzane' disse...

éééé
esse assunto é realmente complicado, qndo minha mae vem com papo de q tenho q casar com um "HOMEM",pra nao arrumar muleque, eu fico suando e pesando, "sera q ela desconfia e qr saber ql eh minha reação a isso -pq ela fica me olhando com uma cara nada agradavel-, ou sera q ela só esta falando isso pro meu bm e nao desconfia de nada?", eu simplismente fico calada - mal ela sabe q eu nao curto os meninos!- aiai!


ps: primeira vez comentando, mas jah acompanho as postagens do seu blog a algum tempo.
Parabens, nota 10.000. =D
Tambm acompanho a coluna no P.L.

ADOROOOOOO!

BJOO

o/

Gay Alpha disse...

Ai, ai... complicado... Mas vai devagar com a véia... que tudo se resolve!!! Adorei o Fred Fred... tb tenho essa mania, menina!!! Bjos!!!

raquel disse...

Daí, fancha. Presta atenção: eu tenho uma amiga bolacha que me contou que diz pra mãe, todo o dia, que trepa toda a noite. Quer dizer,

Diz assim. “Olha mãe, eu poderia dizer pra você que trepo toda a noite, mas, nems, eu poderia estar matando, roubando, sendo absolutamente incoveniente, mas só tô dizendo que sou fancha, que eu cumpro meus deveres de boa filha, djibowa, nem curto MPB, saca, música da EliteSapatão. ME LARGA. ME DEIXA SER FELIZ, AHHHHHHHHH!”.

Resumo: fancha nasceu pra sofrer.

Parei.

Beija,

P.S.: Não curta MPB.

Fala Rapha disse...

Ah a minha sabe e ainda dá pitaco :/ "fulana num é mulé pra vc, cicrana era feia fia, fez bem ter acabado". peeense!

Anônimo disse...

O pior e qdo voce ja passou da adolescencia, mas ainda se sente como tal, principalmente, qdo se trata de relacionamentos.Eu ainda nao me relacionei com ninguem, acho que por isso me sinto mais jovem do que realmente eu sou. Como nunca namorei, minha mae e toda a familia (tios,primos,avos etc)acham que eu sou um pouco estranha. Ninguem nunca me incomodou ainda, pois sou quieta, timida e nao me misturo muito. Mas, de vez em qdo, tenho de ouvir as perguntinhas sobre os namoradinhos.
Acho que com o passar do tempo as coisas vao ficando mais faceis. Se a pessoa e muito nova e dependente totalmente dos pais, estes, se forem retragrados, podem ate a vir incomodar o filho(a), mas se voce ja e mais velho e independente a pressao sera menor. A questao e muito mais se os pais vao te aceitar ou nao, vao mudar o jeito de te tratar ou nao.Mas, nao havera aquela chantagem diaria.

Anônimo disse...

Linda, voce ja confirmou para a sua mae que voce e homossexual.
Qdo ela fez aquele comentario e voce perguntou se ela te amava mesmo assim, voce confirmou. Ela te ama mesmo assim;ela pode ate esperar que voce mude,mas ela ja sabe.
Tempos atras,eu e a minha "veia" estavamos conversando sobre um conhecido cuja familia nao o aceita. A minha mae tem pena dele. Pensei comigo: Otima oportunidade para conversar sobre preconceito.
Conversamos ...
Pensamento final da "minha vida": Cada um que viva a sua vida da melhor maneira. Mas, ah filha, nao perca tempo com isso ...
Ou seja,ela sabe que ha uma possibilidade da filha dela ser homo. A "veia" vai falar alguma coisa no futuro? Com certeza. A "veia" vai deixar de me amar? Com certeza nao.

Sorte e sucesso para a senhorita.

Real Time Analytics